sábado, janeiro 15, 2005

Expressão Pré-Fabricada

Introdução:

Não adianta perverter a lógica,
a palavra que te ama
encarrega-se da maré.
A vela, o vento, e a esquina
te procuram.
O vício, o verso e a rima
te curam da falta de norte.

Náufrago inexistente...
embarcação cariada.

Não adianta embaralhar
virar de ponta a cabeça.
O poema que te ama,
te ama
e só".


Lee Flôres Pires

Um comentário:

Andrea Motta disse...

Oi, também gostei... Bem que poderias publicar mais alguns :) Andréa.