domingo, abril 17, 2005

Obrigado Neruda

Obrigado Neruda,
por estes dias de multidão e desamparo.
É tão pouco, tampouco tanto...

Perdão Neruda
se nossos olhos fechados
varrem a sua morte.

Lee Flôres Pires

Nenhum comentário: