domingo, dezembro 13, 2009

Instante

Quem pensa que a vida
não é curta?
Que os instantes não esbarram
em nossos corpos e nos paralizam?
A gente perde a hora
perde o prumo
esquece a razão.

E quem pensa que não temos razão?
A caminho de Rio Vermelho
no horizonte:
uma linha que divide a morte -
esquina tão tênue... sorte?

E quem pensa que a vida
não é esquina?
Um breve olhar eterno
o rubro batom no meu terno
da noite que passou.
Perdida na canção de quem amou
peito pedra parado que hesitou
nas ondas que o rádio levou.


Lee Flôres Pires

Nenhum comentário: