sexta-feira, outubro 29, 2010

Feitiço

A poesia diz
teu nome -
atraversado
feitiço
de primavera.

Ela se revela
no beijo
na pele
no corte
no acorde de Hendrix.

Sem arrependimentos
ausência -
sêmen
anti-tergiversação.

Ela minha
tende
a dedicar.


Lee Flôres Pires

2 comentários:

Yara disse...

Esta ausência
tende tanto
à versação...


Beijo.

Anônimo disse...

nas ruas
setianas
sete anos
se passaram

como um raio
se passou
se passou e se perdeu
tão perdido e trovejado

gosto do teu corte
de flanelas e xadrez
meio seattle e supersônico
quando não basquete,
apenas verso

tergiverso o tersol
a herpes e o fumo
o prumo sincero
sem cetro
as vezes sem nexo

aos que olham

tão sincero
que o cinismo parecia
ser apenas
um caso clínico de poesia

gosto do teu corte
que

c
o
r
t
a
e recorta

samuel, 1o de novembro de 2010