quarta-feira, abril 04, 2012

Gol aos quarenta e três

Minha segunda falta de ar,
minha terceira taquicardia,
minha quarta troca de coração,
meu calibrado quinto peito.

Meu sexto eterno adeus.

Minha sétima mais uma vez,
minha oitava nova emoção,
nona jura de amor e morte,
décima grande decepção.

Desfaço as malas:
décimo primeiro
apartamento sem você.
Reorganizar
as pedras e os sapatos,
as fotos, a cabiceira
e o cheiro de jardim. 

E o gosto da tua lágrima
na primeira flor
que me desses,
guarda dezenas
de noites
e alvoradas,
e me faz abrigo
neste entardecer
como se fosse
a primeira vez.


Lee Flôres Pires

Um comentário:

Anônimo disse...

Muito lindo! :)
Senti uma pitada de reverso do A.R. de Santanna (?) :*
Van