quinta-feira, maio 17, 2012

Coração

a Neire Costa

O coração
engrossa
o caldo,
a carne só.
 

Goza,
enverga,
entrega,
estraga
qualquer
fossa
encaliçada
sem proporção.



Lee Flôres Pires

Um comentário:

Neire Costa disse...

Olha,olha!Que lisonjeiro ter meu nome aqui no seu blog... inda mais numa bela poesia como é esta!afagos