sábado, janeiro 05, 2013

Festim

Por qual janela se foi seu aroma?
Seu perfume que ficou no ar quando você fechou a porta?
Seu cheiro de jasmim na memória
de quem o tempo não perdoa por não cultivar a flor?

Lembro de uma noite cinza,
meus olhos sem lágrimas.
E na ausência de dor
o fim passou despercebido,
como as luzes que se apagam,
no fim da festa do nosso amor.


Lee Flôres Pires



Nenhum comentário: