quinta-feira, agosto 29, 2013

Cedo

Desculpo 
teus braços, 
Guernica 
e Picasso. 

Esculpo 
teu corpo cedo, 
dedos e culpa. 

Cedo ao barro moldado 
em teus contornos, 
desabafos desenhados 
na minha cama, 
e no amanhecer de tua pele.

Lee Flôres Pires

Um comentário:

Luciana Maria Tico-Tico disse...

Demais!

Bom chegar aqui...

Hoje ganhei um presente da internet! rs..

Abraços e bons ventos nas caminhadas com a poesia!